12 de set de 2007

Bibliografia geral do grupo

Bibliografia
ANDRADE, Oswald de, Do Pau-Brasil à Antropofagia e às utopias. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1978.
ÁVILA, Affonso. O lúdico e as projeções do mundo barroco. São Paulo: Perspectiva, 1994.
BACHELARD, Gaston. A água e os Sonhos - Ensaio sobre a imaginação da matéria. São Paulo, Martins fontes, l989.
_________________. A poética do devaneio. São Paulo, Martins Fontes, 2000
_________________. A poética do espaço. Rio de Janeiro, Eldorado, 1989.
_________________. A psicanálise do fogo. São Paulo, Martins Fontes, 1989.
BAKHTIN, Mikhail, A cultura popular na idade média e no renascimento. São Paulo, Annablume, 2002.
________________. A. Estética da Criação Verbal ( trad. Maria E.G.G. Pereira). São Paulo, Martins Fontes, 1992.

BARTHES, Roland, O rumor da língua. Lisboa, Edições 70, s/d.
BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1984
BURKE, Peter, Hibridismo Cultural. São Leopoldo, Unisinos, 2003.
CAMPOS, Haroldo. Metalinguagem. Rio de Janeiro, Cultrix, 1967.
________________.Ruptura dos Gêneros na América latina”.Em MORENO, César Fernandez ( org.) América latina em sua literatura. São Paulo, Perspectiva, 1979.
CANCLINI, Nestor García, Culturas Híbridas. São Paulo, Edusp, 2003.
CARPENTIER, Alejo, Literatura e consciência na América Latina. São Paulo, Global Editora, s/d.
CASTRO, Amercio, España em su historia – Cristianos, moros y judios. Critica, 2001.
CHIAMPI, Irlemar. Barroco e Modernidade. São Paulo: Perspectiva, 1998.

CUNHA, Euclides da, Os Sertões. São Paulo, Ateliê Editorial/Imprensa Oficial do Estado de SP, 2002.
FREYRE, Gilberto, Açúcar. São Paulo, Companhia das Letras, 1997.
FREYRE, Gilberto, Casa Grande e Senzala. São Paulo, Global, 2003.
GRUZINSKI, Serge, O pensamento mestiço. São Paulo, Companhia das Letras, 2001.
HOLANDA, Sergio Buarque, Caminhos e fronteiras. São Paulo, Companhia das Letras, 1994.
HOLANDA, Sergio Buarque, Raízes do Brasil. São Paulo, Companhia das Letras, 1995
_____________. O extremo oeste. São Paulo, Brasiliense, 1986.
LIMA, Lezama, A expressão americana. São Paulo, Brasiliense, 1988.
LOTMAN, I., La Semiosfera I, II e III. Madrid, Cátedra, 2002.
LOTMAN, J. y Escuela de Tartu, Semiótica de la cultura, Madrid, Cátedra, 1979
___________. A Estrutura do Texto Artístico. Editorial Estampa – Lisboa: 1978
___________e Boris USPENSKI. “Sobre o mecanismo Semiótico da Cultura”.Em Ensaios de Semiótica Soviética. Lisboa: Livros Horizonte,1981.

MACHADO,Irene. Escola de semiótica: A experiência de Tártu-Moscou para o estudo da Cultura.São Paulo:Ateliê Editorial, FAPESP,2003.

MORENO, César F. (ORG.), América Latina em sua literatura. São Paulo, Perspectiva, 1979.
PINHEIRO, Amálio, Aquém da identidade e da oposição. Piracicaba, Unimep, 1995.
_______________“Euclides: a crônica da paisagem”.Em O Clarim e a Oração – Cem anos de “Os Sertões”( Org. Rinaldeo de Fernandes). São Paulo,Editora Geração, 2002.

________________“Jornal, Cidade e Cultura”.Em Manuscrita 12: Revista de Crítica Genética.Editora Anna Blume, 2004.
ROSSI, Paolo. Os Filósofos e as Máquinas. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.\

SARDUY, Severo, Barroco. Lisboa, Veja, 1988.
SERRES, Michel, Filosofia Mestiça. São Paulo, Nova Fronteira, 1993.
ZUMTHOR, Paul, A letra e a voz. São Paulo, Companhia das Letras, 2001

Um comentário:

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado